Devaneios Escritos ¹

Pinterest: Ladyvoguee☽ ☼☾:

 

 

As pessoas são estranhas, estranhamente iguais por serem diferentes, entende?  Mas o melhor é quando se tem a oportunidade de compartilhar diferenças de maneira natural e equiparar as qualidades, tornando dois em apenas um. Mas e quando são duas bagunças? Duas tampas, duas panelas, dois anéis? Quando não se encaixam perfeitamente, como acontece em alguns casos? Comigo, por exemplo, aconteceu. O fato é que se sofrem ais, por que ou os dois estão vazios ou estão completos de mais, a ponto de não precisarem do outro, a ponto de deixar de lado e deixar tudo esfriar. Um dos problemas de pessoas assim, é que elas não foram feitas para serem presas, mas também não enfrentam completamente a liberdade, é uma verdadeira droga. E então, o que acontece? Fica? Vai? Volta? Dá umas voltas em minha volta e depois vai? Segura mãos, solta mãos; Beija bocas, difama pela boca; Ouve declarações, ignora murmúrios; Se apaixonam por olhos e gesto pra depois se forçar a esquecê-los e o que um dia significaram. O processo é muitas vezes lento e dolorido, parecido com um parto, a diferença é que você não está dando luz à uma vida, está tirando. Idas e vindas, começos e términos, o meio termo entre o “eu te amo” e o “eu te odeio” é algo tão comum agora. Com o passar do tempo, todos se cansam dessa brincadeira, se machucam numa jogada e vão correndo para o colo da mamãe. Lágrimas, incontáveis lágrimas já marcaram nossos rostos, mas os motivos delas marcam até nossa alma. Tanto caos, tanto “vai e vem” “fica ou não fica” abusa, dói, mata. Não quero morrer lentamente, não vou morrer lentamente. O que tinha para sorrir, sorri. O que tinha para chorar, chorei. O que tinha para amar, amei. Agora somos dois corpos, apenas mais dois corpos transitando entre outros corpos, outras histórias, outras metáforas de tampa e panela. Vamos nos ignorar, fingir que o outro não existe, vamos nos odiar porque já esgotamos todo o amor que tínhamos. Eu poderia dizer que agora só restam lembranças,, mas elas doem de mais, então prefiro dizer que não sobrou nada. Que agora me reinventei, deletei da memória certos momentos. Momentos que jamais se repetirão, novos momentos que jamais existirão. Algumas palavras não devem ser ditas, e das piores você disse todas. Acredito que seja nossa última ida, não me espere mais ao dobrar a esquina, não estarei lá. Finalmente achei algo capaz de me amar. Eu.

Keerollen C.S. Oliveira – Pseudo Alguém 15/04/2016

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s